Ir direto para menu de acessibilidade.
ptenfres

Histórico - LME

O Laboratório de Microscopia Eletrônica e Análise Ultraestrutural (LME) da UFLA foi idealizado em meados dos anos 70 com o apoio do programa BID/PROCENSUL. Em 1982 foi importado por meio da EPAMIG/EMBRAPA/ESAL o microscópio eletrônico de transmissão (MET), Mod. EM-109 da Zeiss e alguns acessórios para preparação de amostras. Ele foi montado, definitivamente, em 1986, em espaço especialmente adequado para o equipamento.

O LME foi consolidado em 2002, através da resolução nº 007 do CUNI, como uma das Unidades Centrais Multiusuárias de Apoio à Pesquisa, vinculadas à Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP). Ao longo dos anos, com o apoio das agências de fomento ( FINEP, FAPEMIG, CAPES E CNPq), que são importantes parceiras, foi possível a aquisição e manutenção de diversos equipamentos imprescindíveis para o pleno funcionamento do laboratório.

Em 2003 foi implementada a reforma e modernização do MET (Zeiss EM 109) e a reforma do ultramicrótomo, com o apoio da FINEP – INFRA I. Ainda neste ano, com recursos do programa FINEP INFRA II, foram adquiridos: o microscópio eletrônico de varredura (MEV) LEO Evo40 e aparelhos acessórios para preparação de amostras para MEV. Por meio do CT INFRA 2012, foi adquirido um sistema de microscopia laser confocal de última geração Zeiss LSM 780.

Em 2010 com recursos da FAPEMIG foram adquiridos um sistema de microanálise de raios X e em 2012 um sistema de criotransferência e crio observação de amostras em MEV. Recursos da FAPEMIG (projetos de manutenção de grandes equipamentos 2006, 2007, 2008, 2010, 2012 e 2013) tem permitido, ainda que de forma restrita, a manutenção desses equipamentos e a compra de reagentes e pequenos aparelhos de apoio à preparação de amostras.

Com recursos da CAPES (equipamentos de alto custo para a pós-graduação), em 2008 foi adquirido um microscópio de epifluorescência com sistema APOTOME da Carl Zeiss, um esteriomicroscópio de fluorescência em 2010, um microscópio de epifluorescência em 2011, um ultramicrótomo Leica UC7 e um Aparelho TrimingLeica EM TRIM2, em 2013.

Ainda com recursos do CNPq, foi permitida a manutenção de pequenos equipamentos e compras de pequenos aparelhos de apoio à preparação de amostras e reagentes.

O LME é referência no estado de Minas Gerais e sobre a coordenação do Prof. Eduardo Alves que realizou o seu doutoramento na área de Microscopia Eletrônica, na ESALQ/USP em Piracicaba com bolsa sanduíche do CNPq na The University of Geórgia, vem atendendo usuários de vários programas de Pós-Graduação da UFLA e de outras instituições de ensino, pesquisa e extensão, além de parceiros privados.

O coordenador do laboratório, Prof. Eduardo Alves, participou da criação da REDE DE MICROSCOPIA E MICROANÁLISE DE MINAS GERAIS, projeto FAPEMIG CBB – RED-00001-14, formada por centros de microscopia de 11 instituições mineiras de ensino e pesquisa, públicas e privadas (através da FIEMG).