Ir direto para menu de acessibilidade.
ptenfres

Agronomia/Fitotecnia

O Programa de Pós-Graduação Agronomia/Fitotecnia oferece cursos de Mestrado e Doutorado na área de Produção Vegetal, avaliados com Conceito 5 pela CAPES (Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior). Todas as ações do Programa no âmbito do ensino, da pesquisa e ou extensão são norteadas por três grandes temas: I. PRODUÇÃO DE ALIMENTOS PARA O MUNDO; II. SUSTENTABILIDADE E PRESERVAÇÃO; e III. INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E BIOTECNOLOGIA. O objetivo principal do programa é qualificar recursos humanos de alto nível para atuação em pesquisa, extensão, gestão e docência nas diferentes áreas da Produção Vegetal, com subsídios para um desenvolvimento agrícola sustentável e para a expansão do agronegócio em nosso país, preparando os egressos para atuar como professores, pesquisadores ou iniciativa privada. O Programa atua em uma área de concentração - Produção Vegetal e três linhas de pesquisa: 

1 – Manejo e produção de grandes culturas: atuação em diferentes culturas, com ênfase àquelas de importância expressiva na agricultura nacional como café, milho, soja, arroz e feijão. 

2 – Manejo e produção de plantas hortícolas: pesquisas envolvendo diferentes segmentos da Horticultura, com frutíferas tropicais e temperadas, olerícolas e plantas ornamentais (floricultura e paisagismo). Os estudos e temas de disciplinas envolvem aspectos de propagação e produção, biotecnologia, história e usos, pós-colheita e comercialização.  

3 – Produção e tecnologia de sementes: estudos relacionados à produção e controle de qualidade, envolvendo aspectos da fisiologia, biotecnologia e bioquímica de sementes. O ingresso de discentes é por meio de processo seletivo, sendo os candidatos avaliados por prova escrita e avaliação de currículo. Os editais são publicados duas vezes ao ano e específicos para cursos que se iniciam no primeiro ou segundo semestre. O aporte financeiro do Programa é feito por meio do PROAP/CAPES e ainda dispõe de bolsas de estudo para auxiliar os discentes matriculados no Programa, sendo essas concedidas por agências de financiamento como CAPES, CNPq e FAPEMIG.